ÁFRICA DO SUL

Viajando grávida para Cape Town!

Como comentei anteriormente, quando estava entrando quase no sexto mês de gravidez fizemos uma viagem para a África do Sul, para participar de um congresso. O evento era em Durban, mas quando decidimos ir, colocamos Cape Town (ou Cidade do Cabo) no nosso roteiro. Poucos meses antes nosso compadre tinha ido e tínhamos ficado encantados com as paisagens e com o que ele contou da viagem, então aproveitamos que estávamos por aqueles lados e, antes de voltarmos para casa, depois do evento, visitamos Cape Town.

Hospedagem

Novamente para escolher a hospedagem procurei pelo Trivago as  melhores opções na região central, próximo à Long Street, que já haviam me falado que era uma ótima opção de local para se hospedar, pois tinha vários restaurantes, bares e ficava próximo à parada de ônibus da linha turística e alguns pontos turísticos dava para fazer a pé. Consegui um preço ótimo reservando pelo Amoma (amoma.com) no Holiday Inn Express Cape Town City Centre (pagamos cerca de 145 R$ por noite por um quarto duplo standard com café da manhã – isso em 2015). O hotel era muito bom, os quartos bem espaçosos e limpos e o café da manhã com muita variedade de coisas e super fresquinho. A localização era excelente, ele fica em uma rua fechada, tipo um calçadão, a duas quadras da Long Street, do Greenmarket Square (feirinha livre com vários artesanatos locais) e da parada do ônibus de turismo, além de ficar umas 6 quadras do Castle of Good Hope (Castelo da Boa Esperança). Durante o dia era bem tranquilo caminhar por ali, fazíamos o que dava a pé. A noite que fica um pouco vazio, mas mesmo assim fomos e voltamos de um bar/restaurante na Long Street e foi bem tranquilo. O hotel oferecia serviço de turismo e fechamos um passeio direto com eles. Gostamos muito de nos hospedar lá.

Nosso Roteiro em Cape Town

Ficamos três dias em Cape Town e confesso que três dias foram pouco para conhecer tudo que a cidade tem para oferecer. Para otimizar nosso tempo resolvemos pegar o ônibus de turismo da Citysightseeing Hop on, hop off com ticket para 2 dias, que já dava para ter uma boa noção na cidade. O ônibus de turismo tem opções de tickets para um ou dois dias e vai para o principal ponto turístico da cidade (Table Mountain), passa por toda a costa, vai para a região de compras (Waterfront) e para região do Jardim Botânico e vinícolas. São quatro rotas diferentes que vão para diferentes regiões da cidade e se cruzam, facilitando bastante o deslocamento (Aqui nesse link tem o mapinha com as rotas e paradas).

Castle of Good Hope

Nós chegamos em Cape Town já era próximo do meio dia, então fizemos o check in no Hotel e fomos almoçar, já conhecendo um pouquinho da regiao central. Voltamos para o hotel descansar (a gravidinha tava cansada já da viagem e não tinha muito pique pra andanças) e mais a tardinha fomos caminhando até o Castle of Good Hope. A caminhada é bem tranquila, a região é super agitada e tem vários prédios históricos pelo caminho.

Cape Town2
Região Central de Cape Town, África do Sul

O Castelo da Boa Esperança, ou Castle of Good Hope, foi construído entre 1666 e 1679; por isso, é considerado o edifício intacto mais antigo da África do Sul. Atualmente, abriga um museu e é sede das forças militares. Tem opções de visitas guiadas no interior mas só conhecer o prédio já vale muito a pena. Além de ser uma construção antiga super bonita, tem a paisagem da Table Mountain no fundo que deixa tudo ainda mais lindo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Camps Bay, Clifton Beach e Bantry Bay

No segundo dia em Cape Town queríamos aproveitar para conhecer o máximo que podíamos. Planejamos nosso dia para pegar o ônibus de turismo e descer na Table Mountain.

Pegamos o ônibus da linha vermelha no ponto mais próximo do hotel (Ponto 5 – Tour Office) e seguimos em direção à Montanha! Bem no início do trajeto passamos por um bairro bem simpático com casas coloridinhas, onde há loja famosa de jóias com visita guiada (Jewel Africa). Tem até uma parada no bairro para quem quer descer e conhecer (Ponto 6). Como queríamos otimizar nosso tempo por lá, só vimos do ônibus mesmo.

Cape Town6
Jewel Africa

O ponto da Table Mountain era o próximo (Ponto 7), porém descemos e vimos que estava fechado. Como tem que subir um teleférico cerca de 700m, é bastante afetado pela velocidade do vento, então dependendo como está o dia pode ser que o teleférico esteja fechado. Há também a opção de subir uma trilha a pé na montanha! É uma trilha bem puxadinha que demora em torno de 2 horas… como estava gravidinha, não quisemos arriscar a trilha, então voltamos ao ponto de ônibus e resolvemos voltar para a Table Mountain a tarde, na esperança que o teleférico abrisse!

Descemos no próximo ponto (Ponto 8) na Camps Bay Beach. Essa é uma das praias mais bonitas e badaladas de Cape Town, tem uma orla grande, um calçadão em torno da orla, a Table Mountain com os Twelve Apostles de fundo e vários restaurantes, lojinhas e hotéis. Caminhamos um tempinho na praia e pegamos novamente ônibus.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Seguimos no ônibus pela Victoria Road, que vai fazendo a costa na beira das montanhas, com muitas curvas e fomos tendo a vista lindíssima das praias, incluindo a Clifton Beach, que é uma praia bastante curiosa, pois na parte mais mais alta, como a rua está num ponto mais alto que a praia, tem que descer para a praia em elevadores nos próprios prédios.

Cape Town10

O interessante do ônibus é ficar no segundo andar que, apesar de ficar exposto ao vento, tem uma vista espetacular da montanha e praias. Também passamos pela praia rochosa de Bantry Bay, onde há o famoso President Hotel, onde se hospedam vários famosos, e a praia é conhecida por ser um dos poucos pontos de Cape Town onde há pouco vento (o que é uma grande vantagem por lá!!!)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pra ter uma ideia de como o vento é forte, nessa outra praia, Sea Point, as copas da árvores chegam a estar curvadas pela força do vento! Achei fantástico!

Seguimos no ônibus até o ponto 14, no Green Point e Urban Park e dali seguimos andando até o Waterfront, passando pelo Cape Town Stadium e Rugby Museum, numa caminhada super boa e tranquila.

Este slideshow necessita de JavaScript.

V & A Waterfront

O Waterfront é um porto para barcos de pequeno porte cheio de shoppings, lojas, restaurantes e muitas atrações turísticas, Curiosamente é a atração mais visitada na África! Ali tem um Aquário que parecer ser bem interessante (mas não visitamos pois já havíamos visitado o de Durban que era o maior da África do Sul) e é também ponto de partida de diversos passeios de barco – inclusive o tour para a Roben Island, prisão que o Mandela ficou preso por mais tempo durante o Apartheid. Eu queria muito ter feito esse passeio, mas pelo pouco tempo que tínhamos e também pelo medo de passar mal no passeio até a ilha, optamos por não fazer. Mas o Waterfront é um lugar muito legal para bater perna, ver lojas (e fazer comprinhas – comprei um óculos em promoção na loja da ray ban por 50$!!!), comer e conhecer a cultura local também! Eu adorei!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Table Mountain

Bom, depois de almoçarmos no Waterfront, pegamos novamente a linha vermelha do ônibus de turismo, agora no Ponto 1 (Waterfront) e partimos para a Table Mountain! Descemos no ponto 7 e estava aberto o teleférico!!! O teleférico transporta 65 pessoas por vez em um trajeto bem rapidinho (e que dá uma boa balançadinha) em 700m entre a estação de baixo e a estação de cima da montanha. O mais legal é que o bondinho faz uma volta de 360º em seu próprio eixo, o que permite que todos que estão nele possam ter uma visão panorâmica da subida. Então não há necessidade de escolher um lado no bondinho para ter a melhor vista porque você conseguirá ter visão de todos os lados!

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Table Mountain é considerada uma das 7 novas maravilhas do mundo e vale realmente o título! Embora a gente consiga ter a visão dela em praticamente qualquer ponto da cidade, a visão lá de cima é simplesmente fantástica! A parte superior da montanha é plana e tem várias trilhas onde se pode ter a vista de 360º graus de Cape Town! E é cada paisagem de tirar o fôlego! Se tiver tempo, dá pra ficar o dia caminhando e explorando o local.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Curtimos bastante as trilhas e vistas lá de cima, descemos e pegamos novamente o ônibus de turismo fazendo todo o trajeto percorrido pela linha vermelha até chegar no ponto mais próximo do nosso hotel, o Ponto 5 (o único chatinho da rota de turismo é que ele anda em um sentido só, mas não é nenhum sacrifício ver todas aquelas lindas paisagens denovo!).

Wine Tour

No dia seguinte acordamos cedinho pois queríamos aproveitar a manhã para conhecer a região das vinícolas dentro de Cape Town, já que no período da tarde havíamos reservado um passeio até Boulders Beach e Cape of Good Hope. Então novamente fomos até o Ponto 5, próximo ao hotel, mas dessa vez para pegar a linha azul de turismo.

O próximo ponto de parada depois do ponto 5 na linha azul é o ponto 20, do Kirstenbosh Gardens (Jardim Botânico de Cape Town). Pelo curto tempo acabamos não descendo nesse ponto, mas meu compadre que já havia ido pra lá disse que o Jardim Botânico é maravilhoso e vale muito a pena a visita. Nós seguimos até o ponto 21 e ali pegamos a linha roxa, que é chamada de Wine Tour. Como somos amantes de vinho e sempre gostamos dos vinhos sul-africanos, queríamos conhecer algumas vinícolas da região (mesmo eu não podendo tomar vinho). Nesse roteiro tem parada em três vinícolas diferentes: Groot Constantia, Eagle’s Nest e Beau Constantia. Nós optamos por visitar a Groot Constantia primeiro (Ponto 25) e se sobrasse tempo iríamos nas outras.

DSCN1824
Groot Constantia, Cape Town, África do Sul

A Groot Constantia é a vinícola mais antiga da África do Sul (fundada em 1685).  Há diferentes opções de visita, desde apenas um tour pela vinícola, tour + degustação e tour + degustação harmonizada com chocolates (que foi a que fizemos, afinal, já que eu não podia tomar vinho, pelo menos ficava com o chocolate né?).

DSCN1833

Durante o tour pode-se ter várias informações sobre a fundação da vinícola, o processo de produção dos vinhos, entre outros. Depois do tour fomos para a área de degustação, onde pode-se provar cinco diferentes rótulos, incluindo um vinho super famoso e apreciado da vinícola, que era o vinho consumido pelo Napoleão!!! (sim, segundo a Groot Constantia, Bonaparte encomendava mais de 30 garrafas por mês).

DSCN1835
O vinho do Napoleão!!!

O passeio na área externa é feito por conta própria, a paisagem é maravilhosa como em qualquer vinhedo, mas ainda tem o charme da Table Mountain ao fundo!  Muito lindo!

DSCN1829

Como acabamos ficando bastante tempo na Groot Constantia, saímos dali e pegamos o ônibus azul de volta, que continua em uma rota diferente das que já havíamos feito. No ponto depois das vinícolas, o Ponto 23, é possível descer em um bairro chamado Ymizamo Yethu, que é uma comunidade africana tradicional e onde é possível fazer um tour guiado. O Ponto 24 é uma praia lindíssima, chamada de Hout Bay, onde é possível fazer passeios de barco até uma ilha que tem leões marinhos. Depois do Ponto 24, a linha azul encontra a rota da linha vermelha, no Ponto 8 e segue o mesmo trajeto que já tínhamos feito duas vezes antes, seguindo até o Ponto 5, próximo ao nosso hotel.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Boulders beach, Cape Point e Cape of Good Hope

Um dos passeios que eu desejava fazer antes de irmos para lá era Boulders beach e claro o Cape of Good Hope (ou Cabo da Boa Esperança) e Cape Point. Esses locais eram mais distantes da cidade e não estavam incluídos nas rotas do ônibus de turismo. Então assim que chegamos no hotel eu vi que eles tinham parceria com uma empresa de turismo e ali mesmo já reservei nosso passeio para lá. O Guia nos buscou no hotel e lá seguimos para mais um passeio! Como em praticamente qualquer lado que se ande em Cape Town, a paisagem para lá também é fantástica!

DSCN1866

Para chegar ao Cabo da Boa Esperança, você irá passar por Boulders Beach. No caso desse passeio de meio período que fizemos já estava inclusa a parada ali. Boulders Beach fica em Simons Town, a aproximadamente 1 hora do centro de Cape Town. Essa praia é o lar de uma colônia de mais de 2 mil pinguins africanos (ameaçados de extinção). Há uma trilha para circulação e passeio dos visitantes e alguns mirantes para observação dos pinguins na praia. Ao longo da trilha até a chegada na praia já é possível ver vários pinguins! Tem que ir caminhando e observando tudo! Se quiser chegar mais perto e ter a oportunidade de entrar na água com eles, tem que seguir em uma caminhada até Foxy Beach. Como nosso passeio era de meio período, apenas observamos os pinguins pelo caminho e mirantes mesmo!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Amamos muito esse lugar, até porque os pinguins viraram um símbolo do nosso relacionamento depois de um período de “crise” que passamos e foi muito legal poder ver esses milhares de bichinhos tão pertinho e espalhados pela praia e com muita demonstração de amor e afeto!

DSCN1894

Saindo de Boulders Beach, já se está bem perto do famoso “Cabo das Tormentas“. Bartolomeu Dias deu esse nome para o Cabo depois de enfrentar uma forte tormenta ao se aproximar da costa. Muitos acham que o Cabo da Boa Esperança divide os oceanos Índico e Atlântico, mas na verdade a divisão ocorre no Cabo das Agulhas.

Quanto mais nos aproximávamos do sul, cada vez venta mais e fica muito frio. Seguimos até a ponta do Cabo da Boa Esperança, onde está aquela famosa plaquinha que todo mundo que já foi tem uma foto. O vento era tão forte que no caminho meu óculos (novo que tinha comprado na loja da ray ban) saiu voando da minha cabeça e eu grávida fui correndo atrás! Caiu em umas pedras, arranhou a lente, mas recuperei os óculos! Então se for para lá deixe os óculos na bolsa ou no carro (rs!).

DSCN1927

Seguindo por dentro do Cabo da Boa Esperança se chega no Cape Point, que marca a ponta ocidental sul do continente Africano. Ao chegar ali, dá pra pegar um funicular para subir pouco mais de 200 metros até o farol, ou pode ir caminhando também (como nosso passeio era de pouco tempo não deu pra subir, mas falam que a vista de lá é maravilhosa!). O vento realmente era muito muito forte e estava muito frio.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Voltamos no fim da tarde do passeio, exaustos mas encantados com tudo que vimos e presenciamos! Chegamos no hotel e hora de arrumar as malas para voltar para o Brasil, pois nosso voo saía de manhã bem cedinho.

Mesmo em poucos dias valeu muito a pena conhecer Cape Town, Mas como dica para quem pretende ir pra lá, 3 dias são muito pouco para se conhecer cada coisa maravilhosa que se tem! Gostaria realmente de ter ficado mais! Quem sabe quando o marquinho crescer um pouco mais, não é? Aí subimos a Table Mountain a pé! 🙂

♥♥♥

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s