COLÔMBIA, viagem

Cartagena com bebê

Sempre tive muita vontade de conhecer Cartagena… Achava maravilhosas as fotos, vídeos e relatos de quem já tinha ido para lá… Via propagandas de festivais culturais, de música e imagens impressionantes da Ciudad Amurallada e tudo só me deixava com mais vontade de conhecer! Então quando surgiu a oportunidade perfeita, nos programamos , juntamos a mala, cuia e a família e fomos!

DSCN2829Cartagena é considerada Patrimônio Histórico da Humanidade, foi fundada no ano de 1533 por Pedro de Heredia e conserva a arquitetura colonial de suas construções e o conjunto de fortificações mais completo da América do Sul, sendo reconhecida, principalmente, pelos 11 quilômetros de muralhas erguidas na cidade pelos espanhóis. Na mesma viagem conhecemos Cartagena e San Andrés. Para mais informações do nosso roteiro nas duas cidades, viagem de avião e sobre os hotéis que nos hospedamos, volte para o post anterior.

Fomos para Cartagena em janeiro de 2018 e, em qualquer época do ano, se prepare para o calor e umidade, característico de clima tropical, pois lá é realmente quente. A média anual é em torno de 27ºC e o calor se acentua principalmente pelas ruas da Ciudad Amurallada, onde a muralha faz uma proteção contra o vento, o que aumenta ainda mais a sensação de calor.

DCIM100GOPROG0580586.JPG
Muralhas em Cartagena

Em cartagena ficamos 4 dias (na verdade foi um dia inteiro e mais 3 meio dias) e foi suficiente para conhecer bastante coisa lá, mas foi bastante corrido. Com certeza se ficássemos mais, aproveitaríamos mais também e faríamos tudo com mais calma.

1º dia em Cartagena – caminhando por Bocagrande

Chegamos em Cartagena no meio da tarde. Pegamos um táxi no aeroporto e fomos direto para o nosso hotel em Bocagrande (Bocagrande é um bairro mais moderno em Cartagena. Fica ainda na área turística e não muito longe da Ciudad Amurallada. Optamos por nos hospedar lá, pois tinha bem mais opções de hotéis melhores e com melhor custo benefício que na parte histórica. Com bebê acredito que vale mais a pena hospedar por ali – na ida ficamos hospedamos no Hampton by Hilton e na volta no Intercontinental – hotel maravilhoso, me hospedaria mil vezes!). Andar de táxi em Cartagena é muito prático e barato. Do aeroporto até o hotel gastamos 18.000 pesos (cerca de 20R$) e foi o maior valor de táxi que pagamos lá!

DCIM100GOPROGOPR0587.JPG
Bocagrande, Cartagena

Fomos para o hotel, tomamos banho, descansamos um pouco e fomos explorar o bairro. Nosso hotel ficava entre a Carrera 1 e a Carrera 2, acredito que no melhor lugar para se hospedar no bairro, pois ali que se concentram muitas lojas, restaurantes, casas de câmbio e o comércio em geral. Ao longo da Carrera 2 há muitos ambulantes e gente te oferecendo produtos e passeios a cada passo, o que para alguns pode ser um pouco cansativo. Mas também é ótimo para comprar produtos típicos e também para fechar passeios para as Islas. As empresas de turismo se concentram nessa região. Procuramos uma casa de câmbio (na frente do nosso hotel tinha uma com a melhor tarifa que encontramos) e fomos jantar.

Jantamos em uma das unidades da rede “Crepes and Waffles”. Há unidades espalhadas em toda a zona turística e o cardápio é super extenso e variado e a comida maravilhosa!!! A carta de sorvetes é tentadora e o preço é super bom. Além do que, essa unidade em Bocagrande é super charmosinha e tinha até um aquário dentro que o Marquinho amou! Depois voltamos para o hotel para descansar de um dia intenso e cansativo da viagem para podermos aproveitar bem o próximo dia.

2º dia em Cartagena – Passeio para as Islas del Rosario e Ciudad Amurallada à noite

  • Islas del Rosário

Nosso segundo dia em Cartagena seria o único dia inteiro que ficaríamos por lá, então aproveitamos para ir até as Islas del Rosario. As Islas Del Rosario são um arquipélago formado por 27 ilhas. Tudo isso faz parte do Parque Nacional Corales Del Rosario e por lá você vai encontrar praias com cara de Caribe, que na cidade de Cartagena mesmo não se vê. Para chegar até as Islas Del Rosario, você tem algumas opções: contratar um passeio com empresas de turismo, alugar a sua própria lancha e também poderá ir de carro até uma parte da ilha, onde fica a Playa Blanca.

Há inúmeras opções de Ilhas e passeios a fazer. O mais famoso deles é para a Playa Blanca, que fica na Isla Baru. Essa é a praia mais bonita que tem por lá, mas nós optamos por não visitá-la, pois é uma das praias públicas e, segundo relatos que vimos, quase não há estrutura e tem muita gente, o que achamos que seria um pouco mais complicado com bebê. Então resolvemos ir até a Isla del Encanto, que é uma praia particular com um resort que oferece, além de hospedagem, um sistema de day use, que foi o que utilizamos. Além do fato de ser particular e com menos gente e mais estrutura, optei por ir nessa Ilha pois o passeio também oferecia a opção de ir até o Oceanario, que é um aquário natural no meio do mar, que eu queria muito ir por causa do Marquinho.

DCIM100GOPROG0140309.JPG
Show dos tubarões no Oceanario

Se você vai chegar com uns dois dias de antecedência antes de fazer o passeio, minha sugestão é deixar para fechar o passeio por lá. No caso da Isla del Encanto, o próprio resort agencia a viagem, vende os passeios e faz o trajeto de lancha. Como nós íamos chegar em Cartagena apenas um dia antes do passeio, eu preferi entrar em contato diretamente com o Resort e já reservei aqui no Brasil ainda, antes de viajarmos. Pagamos para nós três cerca de 400 mil pesos o passeio que incluía buscar e voltar para o hotel, o trajeto ida e volta de lancha, almoço e uma bebida não alcoólica lá, além do passeio de lancha até o oceanário. Além disso, ainda pagamos a parte 25.000 pesos para entrada no oceanário e 16.500 pesos de taxa portuária. Em comparação com os passeios para Playa Blanca, é bem mais caro e, para quem vai a San Andrés, definitivamente não vale a pena pagar tudo isso, porque as praias de San Andrés são infinitamente mais bonitas e os passeios muito, mas muito mais baratos. Mas mesmo assim com o Marquinho foi muito  bom para fugir um pouco do calor em Cartagena e ele amou o dia!

Isla del encanto e Oceanário

DCIM100GOPROGOPR0153.JPG
Passeio de chivas, ônibus típico da Colômbia

Cerca de 08:15h passaram no nosso hotel para ir até a Isla del encanto. Nos buscaram em um ônibus típico de lá, o Chivas, e seguimos até o Muelle de la Bodeguita, de onde partem todos os passeios de barco e lancha para as Islas del Rosario. Tinha lido relatos que lá era tudo meio desorganizado, mas para esse passeio privado, achei tudo bem tranquilo e organizado, sempre nos davam preferência por estarmos com bebê e o passeio de lancha, diferente do que tinha lido, foi bem tranquilo (Marco Antônio adorou). A lancha era bem boa, com cadeirinhas bem confortáveis e, obrigatoriamente, todos deviam usar colete salva-vidas. O Marquinho tinha que ficar sentado no colo, mas para dentro do “corredor” do barco, não na ponta.

DCIM100GOPROG0030180.JPG
Passeio de lancha para as Islas del Rosario

No passeio de ida a lancha vai mais devagar, pois ele vai mostrando um pouco da região, fortes e outras ilhas no caminho, levando cerca de 1 hora até chegar na Isla.

DCIM100GOPROGOPR0192.JPG
Forte de San Fernando de Bocachica

Chegamos na Isla e logo fomos pegar uma cadeira e um guarda-sol na beira do mar e ficamos ali sentados e brincando com o marquinho na água até chegar a hora de irmos para o oceanário. A isla é bem bonita, tem vários espaços para relaxar, tem restaurante, um barzinho, piscina e vários artesãos que vendem produtos típicos (comprei colares de pérola lá por menos de 100 mil pesos colombianos – essa é uma ótima dica para quem vai pra lá, pérolas e esmeraldas vale a muito a pena comprar!). As 11 horas chamaram quem ia para o oceanário e pegamos uma lancha para lá (cerca de 15 minutos).

DCIM100GOPROGOPR0439.JPG

DCIM100GOPROG0050239.JPG
Isla del Encanto, Cartagena

O oceanário é maravilhoso e é imperdível para quem está com crianças. É na verdade uma pequena Ilha com uma estrutura de aquário natural dentro do mar. Além de ver diferentes espécies no ambiente natural, eles têm shows com golfinhos e tubarões. Achei que o passeio valeu muito a pena. Ficamos cerca de uma hora ali e retornamos para a Isla del encanto.

DCIM100GOPROG0260434.JPGDCIM100GOPROGOPR0421.JPGDCIM100GOPROGOPR0246.JPGDCIM100GOPROG0180354.JPG

DCIM100GOPROG0100270.JPG
Oceanario, Islas del Rosario, Cartagena

Chegamos de volta na Isla direto para o almoço. O almoço é servido na forma de buffet, com comidas típicas, como o arroz de coco (eu simplesmente amei esse arroz! Sempre que tinha nos lugares eu pedia dele), muitas opções de frutos de mar e pescados (afinal estávamos em uma ilha no Caribe) e para quem não curte peixe e frutos do mar, também tinha opções de frango e carne de porco, além de frutas para sobremesa e uma bebida não alcoólica. O restaurante era bem rústico, na verdade algo como uma choupana aberta e almoçávamos em mesinhas ali fora mesmo.

DCIM100GOPROGOPR0446.JPG
Isla del encanto, Cartagena

Depois do almoço ficamos descansando na sombra um pouco com o Marquinho, tomando um mojito e uma piña colada e logo já nos chamaram para ir pra lancha (por volta das 15:30) para retornarmos à Cartagena. O trajeto de volta é um pouco mais movimentado que a ida, mas mesmo assim eu achei que foi tranquilo e seguro para ir com bebê. Acho importante mencionar que quando estávamos no Oceanário, tinham vários barcos lá de diferentes empresas, muitas que iam para a Playa Blanca, que realmente não pareciam seguros e dava medo de entrar, ainda mais com bebê. Por isso acho importante antes de fechar qualquer passeio verificar a procedência da empresa e principalmente conhecer o tipo de lancha, para evitar furadas.

Outra coisa que foi um pouco decepcionante é que bem nessa semana que estávamos em Cartagena estava com uma corrente fria no mar que, além de fazer a água ficar mais fria, havia maior movimentação de água, fazendo com que a água ficasse mais escura, apesar de super transparente, sem cara de Caribe, até mesmo nas Islas del Rosario!

DCIM100GOPROG0040206.JPG
Mar do Caribe escuro pelas correntes frias que passavam por ali

Após uns 40 minutos de viagem de lancha, que o Marquinho dormiu quase inteirinho, havia um ônibus nos esperando para levar no hotel. Fomos para lá, descansamos um pouco e depois fomos até a Ciudad amurallada, conhecer a vida noturna de Cartagena.

Ciudad Amurallada à noite

No planejamento da viagem havia programado nesse dia para ir até a Ciudad Amurallada a tardinha para ver o pôr do Sol no Café del Mar. Mas como quisemos ficar descansando um pouco mais no hotel, fomos só a noite (quem viaja com bebê sabe que a gente tem que adaptar a programação ao ritmo deles). De qualquer forma, na sua programação, conheça a Ciudad Amurallada tanto de dia, quanto de noite, pois são atmosferas completamente diferentes e igualmente apaixonantes. Pegamos um táxi (pagamos 8.000 pesos) e descemos próximo à Plaza Santo Domingo (durante à noite são limitados os lugares onde é permitido andar de carro na Ciudad Amurallada, então o legal é descer em algum ponto e explorar tudo a pé ou nos passeios de carruagem).

DSCN2776
Ciudad Amurallada à noite

A Plaza Santo Domingo é um dos lugares em que gira a vida noturna da Ciudad Amurallada. Existem diversos bares, antiquários, joalherias, cafés e restaurantes. A praça tem bastante movimento, além dos turistas, músicos, dançarinos e outros artistas que apresentam seus espetáculos ao lado da igreja de Santo Domingo e da escultura “Gertrudis”, chamada de “Estátua da Gorda”, de Fernando Botero.

Nós sentamos em umas mesinhas de uma pizzaria na praça, pedimos uma pizza e umas cervejas colombianas e não tivemos uma noite muito sossegada. A cada minuto aparecia um ambulante em nossa mesa para oferecer artesanato, brinquedo, esmeraldas, pérolas, músicas, rosas, enfim… No início você não se chateia muito, mas depois de um tempo começa a ficar bastante cansativo. O negócio é dizer não, ser bem incisivo e abstrair um pouco disso tudo para conseguir ter uma refeição em paz.

DCIM100GOPROG0270451.JPG
Plaza Santo Domingo, Cartagena

Assim que terminamos fomos caminhando e nos perdendo pelas ruas estreitas da Ciudad Amurallada, admirando casas e prédios históricos e nos apaixonando por cada cantinho daquela cidade.

DSCN2772
Ciudad Amurallada, Cartagena

No caminho encontramos a Sorveteira Paradiso, que é uma sorveteria super charmosa com sabores de sorvete bem diferentes (embora tenhamos preferido os sorvetes da Crepes and Waffles). Passamos pela Universidad de Cartagena, Catedral Santa Catalina e chegamos até a Plaza de los coches, de onde partem os passeios de carruagem, onde tem o Portal de los dulces e onde está a entrada principal para a Ciudad Amurallada, a Torre del Reloj.

DSCN2800
Torre del Reloj, Ciudad amurallada, Cartagena

Dali pegamos uma carruagem para fazer um passeio completo pela Ciudad Amurallada. Além de ser bastante característico, é ótimo com bebês (principalmente porque andar com carrinho de bebê por lá é bem complicadinho) e para ter um panorama geral da localização dos principais pontos turísticos, para depois explorar a pé. Os valores dos passeios variam bastante, pois tem alguns mais curtos, outros mais completos e também vi que tem uns caras meio malandros. Lá tem que aprender a negociar, eles jogam o preço lá em cima e depois vão baixando se tu negocia. Nós estávamos bem cansados e nem pechinchamos, pagando uns 60.000 pesos para o passeio completo, mas acho que se a gente chorasse eles baixavam mais. 

DSCN2787
Passeio de carruagem pela Ciudad Amurallada

O passeio foi bem legal, conseguimos ter um panorama bem legal da cidade, o cara ia explicando tudo e ainda parava em alguns pontos para tirar foto da gente. Voltamos novamente à Plaza de los coches e dali saímos da Ciudad Amurallada pela Torre del reloj, onde pegamos um taxi e retornamos ao Hotel.

3º dia em Cartagena – Ciudad Amurallada de dia

Nosso terceiro dia em Cartagena só conseguiríamos aproveitar pela manhã, pois meio dia teríamos que fazer check out no Hotel para a tarde pegarmos nosso vôo até San Andrés. Então tomamos café da manhã cedo, pegamos um táxi até a ciudad amuralhada (durante o dia é mais barato, de 6 a 7.000 pesos) e descemos em frente a Torre del Reloj. Em frente à Torre del Reloj, fora da Ciudad Amurallada é bem bonito também. Havia visto uma dica em um blog para subir até o terraço do Hotel Monterrey, que a vista da Ciudad Amurallada era linda dali. Porém, como estavámos com o tempo meio corrido, optamos por ficar dentro da Ciudad.

DCIM100GOPROG0300475.JPG
Parte de fora da Ciudad Amurallada

Percorremos a Ciudad a pé. Na Plaza de los coches visitamos o Portal de los Dulces (tem uma feirinha com doces típicos da colômbia ali), fomos até a Plaza de la aduana e Plaza e Igreja San Pedro Claver e chegamos na Plaza Bolívar.

DCIM100GOPROG0320496.JPG
Plaza de los coches
DCIM100GOPROG0340513.JPG
Plaza de la aduana

Ali tem o Museo do Oro e das Esmeraldas (entrada gratuita) e o Palacio de la Inquisición. Entramos um pouquinho no Museo do Oro, mas ficamos mais tempo no Palacio de la Inquisición. Além de toda a parte cultural e histórica, até para os menos interessados é ótimo a entrada nesses locais para um descanso do calor intenso lá fora. O Palácio de la Inquisición foi construído no século XVIII para funcionamento do Tribunal do Santo Ofício e da Inquisição. O prédio é muito bonito e super bem conservado e logo que já se entra nele já sente-se a energia forte ali de dentro e todo o peso de tudo o que aquelas paredes puderam visualizar no passado. Vale bastante a pena conhecer.

DSCN2813DSCN2823DCIM100GOPROG0390528.JPG

DCIM100GOPROGOPR0555.JPG
Palacio de la Inquisición

Ainda na Plaza Bolívar há uma das inúmeras unidades espalhadas pela cidade do Café Juan Valdez. É ótimo para tomar café (o frapuccino deles é excelente, ainda mais naquele calor) e melhor ainda para comprar café para trazer de lembrança. Tem inúmeros tipos e variedades de café e eles moem o grão na hora para trazer. O café lá não é barato, mas realmente é muito bom e, para quem ama café, vale a pena reservar um bom espaço na mala para isso. Além de cafés eles vendem vários acessórios.

Da Plaza Bolívar seguimos andando pelas ruazinhas estreitas da Ciudad Amurallada, passamos pela maravilhosa Catedral Santa Catalina e fomos em direção à Plaza Santo Domingo, fazendo o caminho inverso que havíamos feito durante à noite.

DSCN2826
Torre da Catedral Santa Catalina

Dali fomos em direção às muralhas, passando pelo Teatro Heredia e caminhamos por cima das muralhas (sofrendo muito com o carrinho de bebê, mas não é impossível), naquele contraste do antigo com o mar do Caribe nos fundos.

DSCN2831

DSCN2834
Muralhas em Cartagena

Fomos até Las Bovedas, que fica bem próximo às muralhas, onde tem várias lojinhas de artesanatos e produtos típicos, como doces e esmeraldas (foi em uma loja de esmeraldas nessa região que o Philipe comprou um anel para mim :)). Saímos dali, pegamos um táxi e fomos fazer o check out no hotel para a tarde ir até San Andrés (ficamos 4 dias em San Andrés e depois voltamos novamente a Cartagena). Irei fazer um post separado, bem detalhado, sobre nossos dias em San Andrés – no post anterior fiz um relato geral do roteiro nas duas cidades).

4º dia em Cartagena – Castillo San Felipe de Barajas, Café del Mar e pôr de Sol em Bocagrande

Voltamos de San Andrés e chegamos em Cartagena antes do meio dia. Deixamos as malas no hotel, mas ainda não conseguimos entrar no quarto. Então fomos almoçar em Bocagrande, pegamos um táxi e fomos até o Castillo San Felipe de Barajas.

DSCN2858
Castillo San Felipe de Barajas

Construído com a função de proteger a cidade de Cartagena, o Castillo San Felipe de Barajas é uma das mais importantes construções espanholas na América. Sua construção teve início em 1536, sendo finalizada em 1657.  No princípio se chamava Castillo de San Lazaro e foi fundamental na defesa de Cartagena, já que a cidade era uma das maiores responsáveis por armazenar e enviar pra Europa o ouro e prata, que os espanhóis saqueavam de várias partes da América (motivo também por ter sido construída a muralha em parte da cidade, que frequentemente era alvo de ataques “piratas”).

DSCN2847
Vista de Bocagrande desde o Castillo San Felipe de Barajas

O Castillo San Felipe de Barajas fica em um local estratégico, pois tinha visão de todos que se aproximavam, tanto pelo mar, como por terra. A construção é grandiosa e muito bonita, com vistas maravilhosas de toda a cidade!

DCIM101GOPROGOPR1848.JPG
Vista desde o castillo San Felipe de Barajas

Nós chegamos lá no ínicio da tarde e já tinha bastante fila para entrar e vários ambulantes tentando vender bebidas antes de entrar (falando nisso, levar água lá é fundamental, pois tem um monte de ladeira, escadas e túneis para subir e faz muito, muito calor). Digamos que o castelo, assim como quase toda a cidade de Cartagena, não é muito acessível para andar com carrinho de bebê, mas nos viramos.

DSCN2838DSCN2857Na ladeira de subida do Castillo sofremos, mas subimos, e uma coisa bem interessante na fortaleza é a presença de túneis interligando várias partes do castelo. Nesses, em alguns pontos, tinham escadas bem estreitinhas, que tínhamos que subir (sofrendo) carregando o carrinho no colo! Esses túneis são bem curiosos e podem não ser indicados para quem é claustrofóbico!

DSCN2842Logo atrás do castelo tem um monumento que haviam nos indicado para ver, que é los zapatos viejos. Fomos até lá andando naquele sol escaldante e chegamos em uma praça, cheia de gente tentando tirar com duas botas de metal, nem muito grandes, que realmente não entendemos porque (ficamos tão decepcionados que não quisemos esperar para tirar foto!).

Saímos dali e pegamos um táxi até a região de Las Bovedas na Ciudad Amurallada para comprar algumas lembrancinhas da viagem com os artesãos locais. Dali seguimos caminhando até o Café del Mar. O Café del Mar é um bar na verdade, que está localizado exatamente em cima da muralha e tem uma vista incrível para o mar, além da localização privilegiada para admirar o sol se pondo. Logo no final da tarde, a partir das 16h, o Café começa a se encher com os turistas que querem observar o pôr do sol.

DCIM101GOPROG1761942.JPG

DCIM101GOPROG1761951.JPG
Café del mar

Nós chegamos lá em torno desse horário, tiramos algumas fotos daquela vista incrível, mas resolvemos ver o pôr do sol do terraço do hotel em Bocagrande e que foi maravilhoso também!

IMG_5546
Pôr do sol do Hotel Intercontinental em Bocagrande
  • Quando estava saindo do banho, no hotel, veio o Marquinho e o Philipe com uma caixinha de veludo na mão, se ajoelharam e pediram: “mamãe, casa com a gente denovo?” E ali dentro estava minha esmeralda da viagem 🙂 – morri né?

Descansamos um pouco no hotel e fomos jantar em Bocagrande e ir, pela última vez, em uma das unidades do Juan Valdez Café para tomar um café colombiano e comprar as últimas lembranças da viagem. Aí fomos para o hotel fechar as malas  e colocar ali, junto com nossas roupas, compras e lembranças, todas as memórias e experiências dessa viagem maravilhosa.

Agora no próximo post farei a descrição detalhada apenas de San Andrés e, se quiser ver o relato geral das duas viagens, volte no post anterior!

♥♥♥

Sites consultados

http://maladeaventuras.com/2016/01/vale-a-pena-conhecer-a-playa-blanca-veja-dicas-para-nao-entrar-em-uma-furada/

http://www.colombia.travel/pt/para-onde-ir/caribe/cartagena-de-indias

http://www.muhca.gov.co/muhca

http://www.demochilaecaneca.com.br/castillo-san-felipe-de-barajas/

Um comentário em “Cartagena com bebê”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s